Richard Hooker: um dos pais do pensamento Anglicano


✍🏻 por Reverendo Leandro Antunes Campos
assistente social, teólogo anglicano e ativista dos direitos humanos
SANTOS - "Não há teologia anglicana; o que há é a “verdadeira doutrina católica". Thomas Cranmer, arcebispo de Cantuária
Richard Hooker ( 25/03/1554 – 3/11/1600) foi clérigo da Igreja da Inglaterra e um dos mais importantes teólogos anglicanos do século 16.
A principal questão enfrentada por Hooker foi: "sob qual autoridade podemos dizer que algo que fazemos pode ser positivo e agradável a Deus?"
Hooker combate energeticamente o perigo do puritanismo que, segundo ele, flertaria com o "subjetivismo".
Ele nos propõe então um tripé sob o qual o pensamento Anglicano será estabelecido, a saber: as Escrituras, a Tradição e a Razão.
Por este método procurava basear-se primeiramente nas Escrituras. A partir daí trabalhava-se com os Pais da Igreja - os Pais da Igreja forneciam uma sólida interpretação da Bíblia. Enfim, inclui-se a razão. Nenhum ministro da Igreja Anglicana deve ensinar algo que contrarie as Escrituras.
Hooker foi fortemente influenciado por outros dois grandes pais do pensamento Anglicano, Thomas Cranmer e John Jewel. Em 1585 ele se tornou “Master of the Temples”, por indicação da Rainha. Além do trabalho acadêmico dedicou-se ao trabalho pastoral como deão e cônego da Catedral de Salisbury (Sarum).
Hooker acreditava, nos poderes da razão para o estabelecimento de regras de conduta oriundas da leitura da Bíblia. Ele via a Igreja Anglicana como Católica, e o Anglicanismo como parte da Una, Santa, Católica e Apostólica Igreja de Cristo, e não como uma denominação com pretensões exclusivistas.

e-mail: leandro.campos@aol.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DOM SALOMÃO FERRAZ

Preparação para Crisma (Confirmação do Batismo)

Os dez mandamentos