Pular para o conteúdo principal

DOMUS ECCLESIAE

O culto no lar u00e9 um espau00e7o precioso para se compartilhar ...
✍🏻 Por Reverendo Leandro Antunes Campos
assistente social, teólogo anglicano, e ativista dos direitos humanos

SANTOS - Igreja no lar, culto doméstico, oração familiar, etc. Estes têm sido alguns dos nomes que retratam nossa nova condição em tempos de coronavirus.
De verdade os primeiros cristãos viveram essa mesma experiência. O cristianismo era visto como uma seita radical dentro do espectro do judaísmo. Não havia templos, e nem eram permitidos o acesso às sinagogas.
O cristianismo primitivo desenvolveu-se nos lares (domus) assim era a igreja (ecclesiae) fundante. Os salmos eram cantados, as lições da antiga e nova aliança eram lidas, alguém dirigia uma exortação sobre o ensino e imitação de Cristo, e todos participavam do ágape (refeição fraterna).
Os reformadores do século XVI tiveram isso em mente quando entregaram o Livro de Oração Comum (Comunitário, da Comunidade) nas mãos do povo. O LOC oferecia fórmulas de orações em sua própria língua, com conteúdo bíblico em sua grande parte, e numa lógica que percorria o Ano Cristão na distribuição dos textos.
No novo mundo quase não havia clérigos, cabia aos pais a orientação religiosa de seus filhos e servos. Orações para o uso doméstico foram acrescidas no contexto de Missão.
O ofício diário com orações matutina e vespertina ditavam a espiritualidade anglicana até que um clérigo se fizesse presente, e inicialmente onde era possível, celebrava-se a Santa Eucaristia, ou apenas de vez em quando, pela passagem de algum clérigo itinerante pela comunidade.
Sabemos que as capelanias inglesas eram atendidas por capelães, já a Missão Episcopal se estendeu pelo Brasil através dos leigos e leigas Episcopais do Sul às outras regiões do país, somente muito depois chegava àquelas regiões algum clérigo.
De alguma forma, com o isolamento social durante a quarentena, a Igreja Anglicana de Santos tem se visto obrigada a restaurar a antiga prática da Domus Ecclesiae. Onde o culto não está centrado no templo e nem no clero, mas nos lares e nas famílias Anglicanas, com auxílio do LOC e da Bíblia.

e-mail: leandro.campos@aol.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DOM SALOMÃO FERRAZ

por Reverendo Leandro Antunes Campos assistente social, teólogo anglicano, e ativista dos direitos humanos
SANTOS - Um dos mais icônicos religiosos da história do Brasil, também passou pela Paróquia de Todos os Santos - Igreja Anglicana, como atestam os registros de serviços paroquiais no ano de 1932. Sua Excelência Reverendíssima Dom Salomão Barbosa Ferraz, nasceu em 18 de Fevereiro de 1880, em Jau - Brasil, tendo sido pastor presbiteriano e anglicano. Mais tarde fundou a Igreja Católica Livre do Brasil, hoje denominada de Igreja Católica Apostólica Independente. Dom Salomão recebeu a Sagrada Ordenação Presbiteral em 18 de Julho de 1945. Mais tarde, em 15 de Agosto de 1945, recebeu das mãos de Sua Excelência Reverendíssima Dom Carlos Duarte, a Sagrada Ordenação Episcopal.
Durante o Concílio Vaticano II, e ainda no Pontificado de João XXIII, Dom Salomão Ferraz pede incardinação na Igreja Católica Romana, sendo aceito sem nenhum tipo de re-consagração como Bispo Titular de Eleutherna, em …

Preparação para Crisma (Confirmação do Batismo)

por Reverendo Leandro Antunes Campos assistente social, teólogo anglicano, e ativista dos direitos humanos
SANTOS - O Espírito Santo é força que impulsiona a vida da Igreja.
O Sacramento da Crisma é um encontro especial com Jesus, todo cristão precisa de um dom especial do Espírito para que a semente da vida nova, plantada no Batismo, não morra, mas, pelo contrário, se desenvolva, cresça e dê muito fruto, fruto em abundância.
Na certeza do Espírito Santo que age em nós, queremos unir família e igreja na formação cristã dos nossos fiéis e colaboradores.
Compromisso
• A preparação para o Sacramento da Crisma exige dos crismandos a abertura necessária para viver cada encontro com o desejo de conhecer Jesus Cristo, sua palavra e a doutrina da nossa fé. • Participação nos eventos religiosos da Igreja (Missa da Páscoa, Missa de Pentecostes, Missa de Natal, Aniversário da Igreja, Ação de Graças e outros) • Participação dos crismandos na Missa aos domingos
Sentimo-nos honrados em preparar todos…

Os dez mandamentos

Traduzido e copilado por Reverendo Leandro Antunes Campos
assistente social, teólogo anglicano, e ativista dos direitos humanos
última atualização: 11/07/2020
SANTOS - Os Dez Mandamentos (em hebraico: עֲשֶׂרֶת הַדִּבְּרוֹת, Aseret ha'Dibrot), segundo as Sagradas Escrituras Êxodo 20:1-17, Deuteronômio 5:5-21,  possuem catorze declarações arranjadas pedagogicamente pelo Catecismo da Igreja Anglicana (LOC/TEC p.847,848), na Ordem penitencial - O Decálogo, do LOC/IEAB 2015, p. 290,291. que está presente no Rito I da Santa Eucaristia.
Para Hatchett, No Livro de 1552 o decálogo substitui o Kyrie (9 repetições) do LOC de 1549. Os revisores queriam incluir na Liturgia Dominical pelo menos três coisas que qualquer criança deveria saber antes da confirmação: a Oração do Senhor, O Credo, e os Dez Mandamentos.
Dos tempos Elizabetanos foi requerido que os três textos estivessem dispostos preliminarmente diante do povo em cada igreja, um costume que caiu em desuso apenas em décadas recentes. A …