DOMUS ECCLESIAE

O culto no lar u00e9 um espau00e7o precioso para se compartilhar ...
✍🏻 Por Reverendo Leandro Antunes Campos
assistente social, teólogo anglicano, e ativista dos direitos humanos

SANTOS - Igreja no lar, culto doméstico, oração familiar, etc. Estes têm sido alguns dos nomes que retratam nossa nova condição em tempos de coronavirus.
De verdade os primeiros cristãos viveram essa mesma experiência. O cristianismo era visto como uma seita radical dentro do espectro do judaísmo. Não havia templos, e nem eram permitidos o acesso às sinagogas.
O cristianismo primitivo desenvolveu-se nos lares (domus) assim era a igreja (ecclesiae) fundante. Os salmos eram cantados, as lições da antiga e nova aliança eram lidas, alguém dirigia uma exortação sobre o ensino e imitação de Cristo, e todos participavam do ágape (refeição fraterna).
Os reformadores do século XVI tiveram isso em mente quando entregaram o Livro de Oração Comum (Comunitário, da Comunidade) nas mãos do povo. O LOC oferecia fórmulas de orações em sua própria língua, com conteúdo bíblico em sua grande parte, e numa lógica que percorria o Ano Cristão na distribuição dos textos.
No novo mundo quase não havia clérigos, cabia aos pais a orientação religiosa de seus filhos e servos. Orações para o uso doméstico foram acrescidas no contexto de Missão.
O ofício diário com orações matutina e vespertina ditavam a espiritualidade anglicana até que um clérigo se fizesse presente, e inicialmente onde era possível, celebrava-se a Santa Eucaristia, ou apenas de vez em quando, pela passagem de algum clérigo itinerante pela comunidade.
Sabemos que as capelanias inglesas eram atendidas por capelães, já a Missão Episcopal se estendeu pelo Brasil através dos leigos e leigas Episcopais do Sul às outras regiões do país, somente muito depois chegava àquelas regiões algum clérigo.
De alguma forma, com o isolamento social durante a quarentena, a Igreja Anglicana de Santos tem se visto obrigada a restaurar a antiga prática da Domus Ecclesiae. Onde o culto não está centrado no templo e nem no clero, mas nos lares e nas famílias Anglicanas, com auxílio do LOC e da Bíblia.

e-mail: leandro.campos@aol.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DOM SALOMÃO FERRAZ

Preparação para Crisma (Confirmação do Batismo)

Os dez mandamentos