Pular para o conteúdo principal

Liturgia Abreviada do 4° Domingo da Quaresma


Ofício Abreviado para Uso durante a Quarentena
do Coronavírus (COVID-19)

Resultado de imagem para imagens litúrgicas


Igreja Episcopal Anglicana do Brasil – Diocese Anglicana de São Paulo

© Reverendo Leandro Antunes Campos | e-mail: leandro.campos@aol.com

Coleta pela Pureza de Coração

Deus onipotente,
Tu vês o nosso íntimo,
conheces os nossos desejos
e não há segredos para Ti.
Infunde em nós o teu Espírito Santo
e purifica os nossos pensamentos e corações,
para que Te amemos de corpo e alma
e condignamente glorifiquemos
o teu santo Nome.
Mediante Jesus Cristo, nosso Senhor. Amém.

Lição Bíblica     22 de março | João 9, 1-41

Ao passar, Jesus viu um cego de nascença.
Seus discípulos lhe perguntaram: "Mestre, quem pecou: este homem ou seus pais, para que ele nascesse cego? "
Disse Jesus: "Nem ele nem seus pais pecaram, mas isto aconteceu para que a obra de Deus se manifestasse na vida dele.
Enquanto é dia, precisamos realizar a obra daquele que me enviou. A noite se aproxima, quando ninguém pode trabalhar.
Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo".
Tendo dito isso, ele cuspiu no chão, misturou terra com saliva e aplicou-a aos olhos do homem.
Então lhe disse: "Vá lavar-se no tanque de Siloé" ( que significa Enviado ). O homem foi, lavou-se e voltou vendo.
Seus vizinhos e os que anteriormente o tinham visto mendigando perguntaram: "Não é este o mesmo homem que costumava ficar sentado, mendigando? "
Alguns afirmavam que era ele. Outros diziam: "Não, apenas se parece com ele". Mas ele próprio insistia: "Sou eu mesmo".
"Então, como foram abertos os seus olhos? ", interrogaram-no eles.
Ele respondeu: "O homem chamado Jesus misturou terra com saliva, colocou-a nos meus olhos e me disse que fosse lavar-me em Siloé. Fui, lavei-me, e agora vejo".
Eles lhe perguntaram: "Onde está esse homem? " "Não sei", disse ele.
Levaram aos fariseus o homem que fora cego.
Era sábado o dia em que Jesus havia misturado terra com saliva e aberto os olhos daquele homem.
Então os fariseus também lhe perguntaram como ele recebera a visão. O homem respondeu: "Ele colocou uma mistura de terra e saliva em meus olhos, eu me lavei e agora vejo".
Alguns dos fariseus disseram: "Esse homem não é de Deus, pois não guarda o sábado". Mas outros perguntavam: "Como pode um pecador fazer tais sinais miraculosos? " E houve divisão entre eles.
Tornaram, pois, a perguntar ao cego: "Que diz você a respeito dele? Foram os seus olhos que ele abriu". O homem respondeu: "Ele é um profeta".
Os judeus não acreditaram que ele fora cego e havia sido curado enquanto não mandaram buscar os seus pais.
Então perguntaram: "É este o seu filho, o qual vocês dizem que nasceu cego? Como ele pode ver agora? "
Responderam os pais: "Sabemos que ele é nosso filho e que nasceu cego.
Mas não sabemos como ele pode ver agora ou quem lhe abriu os olhos. Perguntem a ele. Idade ele tem; falará por si mesmo".
Seus pais disseram isso porque tinham medo dos judeus, pois estes já haviam decidido que, se alguém confessasse que Jesus era o Cristo, seria expulso da sinagoga.
Foi por isso que seus pais disseram: "Idade ele tem; perguntem a ele".
Pela segunda vez, chamaram o homem que fora cego e lhe disseram: "Para a glória de Deus, diga a verdade. Sabemos que esse homem é pecador".
Ele respondeu: "Não sei se ele é pecador ou não. Uma coisa sei: eu era cego e agora vejo! "
Então lhe perguntaram: "O que ele lhe fez? Como lhe abriu os olhos? "
Ele respondeu: "Eu já lhes disse, e vocês não me deram ouvidos. Por que querem ouvir outra vez? Acaso vocês também querem ser discípulos dele? "
Então o insultaram e disseram: "Discípulo dele é você! Nós somos discípulos de Moisés!
Sabemos que Deus falou a Moisés, mas, quanto a esse, nem sabemos de onde ele vem".
O homem respondeu: "Ora, isso é extraordinário! Vocês não sabem de onde ele vem, contudo ele me abriu os olhos.
Sabemos que Deus não ouve a pecadores, mas ouve ao homem que o teme e pratica a sua vontade.
"Ninguém jamais ouviu que os olhos de um cego de nascença tivessem sido abertos.
Se esse homem não fosse de Deus, não poderia fazer coisa alguma".
Diante disso, eles responderam: "Você nasceu cheio de pecado; como tem a ousadia de nos ensinar? " E o expulsaram.
Jesus ouviu que o haviam expulsado, e, ao encontrá-lo, disse: "Você crê no Filho do homem? "
Perguntou o homem: "Quem é ele, Senhor, para que eu nele creia? "
Disse Jesus: "Você já o tem visto. É aquele que está falando com você".
Então o homem disse: "Senhor, eu creio". E o adorou.
Disse Jesus: "Eu vim a este mundo para julgamento, a fim de que os cegos vejam e os que vêem se tornem cegos".
Alguns fariseus que estavam com ele ouviram-no dizer isso e perguntaram: "Acaso nós também somos cegos? "
Disse Jesus: "Se vocês fossem cegos, não seriam culpados de pecado; mas agora que dizem que podem ver, a culpa de vocês permanece".

João 9:1-41 NVI

 
Credo

Cremos em um só Deus,
Pai todo-poderoso,
criador do céu e da terra,
de todas as coisas visíveis e invisíveis.

Cremos em um só Senhor, Jesus Cristo,
Filho Unigênito de Deus,
gerado do Pai desde toda a eternidade,
Deus de Deus, Luz da Luz,
Deus verdadeiro de Deus verdadeiro,
gerado, não criado,
consubstancial ao Pai;
por Ele todas as coisas foram feitas.
Por nós e para nossa salvação,
desceu dos céus;
encarnou por obra do Espírito Santo,
no seio da Virgem Maria,
e fez-se verdadeiro homem.
Por nós foi crucificado sob Pôncio Pilatos;
sofreu a morte e foi sepultado.
Ressuscitou ao terceiro dia,
conforme as Escrituras;
subiu aos céus, e está sentado à direita do Pai.
De novo virá em glória,
para julgar os vivos e os mortos;
e o seu reino não terá fim.
Cremos no Espírito Santo,
o Senhor, a fonte da vida
que procede do Pai e do Filho;
com o Pai e o Filho é adorado e glorificado.
Ele falou pelos profetas.
Cremos na Igreja una, santa,
católica e apostólica.
Professamos um só batismo
para remissão dos pecados.
Esperamos a ressurreição dos mortos,
e a vida do mundo vindouro.   Amém.

Pai Nosso

Pai nosso, que estás nos céus,
santificado seja o teu Nome;
venha o teu reino;
seja feita a tua vontade
assim na terra como no céu.
o pão nosso de cada dia nos dá hoje;
perdoa-nos as nossas ofensas,
assim como nós perdoamos
a quem nos tem ofendido;
não nos deixes cair em tentação
e livra-nos do mal.
Porque teu é o reino, o poder e a glória,
agora e para sempre. Amém.

Oração da Serenidade

Concedei-me, Senhor a serenidade necessária
Para aceitar as coisa que não posso modificar.
Coragem para modificar aquelas que posso e
Sabedoria para conhecer a diferença entre elas.
Vivendo um dia de cada vez
Desfrutando um momento de cada vez
Aceitando que as dificuldades constituem o caminho à paz
Aceitando, como Ele aceitou
Este mundo tal como é, e não como eu queria que fosse
Confiando que Ele Acertará tudo
Contanto que eu me entregue à Sua vontade
Para que eu seja razoavelmente feliz nesta vida
E supremamente Feliz com Ele eternamente na próxima.
Reinhold Niebuhr


Bênção

A paz de Deus, que excede todo o entendimento,
guarde os vossos corações e mentes
no conhecimento e no amor de Deus e de seu Filho.
Jesus Cristo, nosso Senhor;
e a bênção de Deus onipotente,
o Pai, e o Filho, e o Espírito Santo,
esteja convosco e convosco permaneça para sempre.
Amém.


Fontes:
A Bíblia Dia A Dia. Editora Paulinas. São Paulo: 2020.
Livro de Oração Comum. Igreja Lusitana. https://www.igreja-lusitana.org/



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DOM SALOMÃO FERRAZ

Um dos mais icônicos religiosos da história do Brasil, também passou pela Paróquia de Todos os Santos - Igreja Anglicana, como atestam os registros de serviços paroquiais no ano de 1932. Sua Excelência Reverendíssima Dom Salomão Barbosa Ferraz, nasceu em 18 de Fevereiro de 1880, em Jau - Brasil, tendo sido pastor presbiteriano e anglicano. Mais tarde fundou a Igreja Católica Livre do Brasil, hoje denominada de Igreja Católica Apostólica Independente. Dom Salomão recebeu a Sagrada Ordenação Presbiteral em 18 de Julho de 1945. Mais tarde, em 15 de Agosto de 1945, recebeu das mãos de Sua Excelência Reverendíssima Dom Carlos Duarte, a Sagrada Ordenação Episcopal.
Durante o Concílio Vaticano II, e ainda no Pontificado de João XXIII, Dom Salomão Ferraz pede incardinação na Igreja Católica Romana, sendo aceito sem nenhum tipo de re-consagração como Bispo Titular de Eleutherna, em 10 de Maio de 1963, fazendo parte nos trabalhos Conciliares. Veio a falecer em 11 de Maio de 1969, como Bispo Catól…

Preparação para Crisma (Confirmação do Batismo)

O Espírito Santo é força que impulsiona a vida da Igreja.

O Sacramento da Crisma é um encontro especial com Jesus, todo cristão precisa de um dom especial do Espírito para que a semente da vida nova, plantada no Batismo, não morra, mas, pelo contrário, se desenvolva, cresça e dê muito fruto, fruto em abundância.


Na certeza do Espírito Santo que age em nós, queremos unir família e igreja na formação cristã dos nossos fiéis e colaboradores.
Compromisso
• A preparação para o Sacramento da Crisma exige dos crismandos a abertura necessária para viver cada encontro com o desejo de conhecer Jesus Cristo, sua palavra e a doutrina da nossa fé. • Participação nos eventos religiosos da Igreja (Missa da Páscoa, Missa de Pentecostes, Missa de Natal, Aniversário da Igreja, Ação de Graças e outros) • Participação dos crismandos na Missa aos domingos
Sentimo-nos honrados em preparar todos os interessados para este sacramento. Entretanto, aqueles que escolherem participar da Crisma, devem assumir os pon…

Os dez mandamentos

1º “Não terás outros deuses diante de mim.” 2º “Não farás para ti imagem esculpida, nem figura alguma do que há em cima no céu, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás diante delas, nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam e uso de misericórdia com milhares dos que me amam e guardam os meus mandamentos.” 3º “Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão; porque o Senhor não terá por inocente aquele que tomar o seu nome em vão.” 4º “Lembra-te do dia do sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás, e farás todo o teu trabalho; “mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus. Nesse dia não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o estrangeiro que está dentro das tuas portas. Porque em seis dias fez o Senhor o céu e a terra, o mar e tudo o que neles há, e ao…