terça-feira, 19 de março de 2019

Um epitáfio

Rev. Mário Ribas 



por Rev. Leandro 


Conheci o Rev. Mário Ribas ainda candidato às Sagradas Ordens recém chegado da Inglaterra no segundo semestre em 1999. Foi durante o seu ministério que fui encaminhado em 2002 para o Instituto Anglicano de Estudos Teológicos e para formação ministerial.

Ele ficaria no comando da Igreja Anglicana de Santos até 2004, quando após um mestrado bem sucedido na Universidade Metodista de SP alçou vôos mais altos e foi fazer Doutorado em Cape Town, tendo dedicado um certo tempo em pesquisa de campo nos EUA. 

Apesar da Igreja Anglicana de Santos ter sido seu primeiro ministério efetivo, com apoio de Dom Glauco Soares de Lima e seus sucessores comandou com maestria a Igreja dando-lhe visibilidade nacional e internacional.

Militou pela causa LGBTS e escreveu alguns artigos acadêmicos, deu entrevistas e era considerado um especialista, uma autoridade sobre o tema. Foi até certo ponto discípulo de dois grandes teólogos anglicanos Jaci C. Maraschin e Carlos Eduardo Calvani. 

Em 2012 nossos caminhos se separaram por divergências eclesiásticas sobre a eleição do novo bispo da Diocese Anglicana de São Paulo. Nosso último contato foi por ocasião do Centenário da Igreja Anglicana de Santos onde convidamos a ele e outros ex-reitores para se fazerem presentes. 

A Igreja Anglicana de Santos é uma grande devedora de seu ministério e ensino, pois dedicou os primeiros anos de seu profícuo ministério a edificar a nossa Igreja, esta pequena parcela do povo de Deus, na cidade de Santos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.