Pular para o conteúdo principal

Testemunho & Reflexão: Usos e Desusos



+ Rev. Leandro 



O fato que vou descrever aconteceu c. 2004, estava estagiando numa renomada paróquia anglicana de SP.
Naquele dia eu havia participado da Santa Eucaristia na condição de seminarista sob a presidência do bispo diocesano.
Usei as vestimentas completas - calçado cor preta, calça cor preta, camisa com clérgima, batina transversal anglicana cor preta, sobrepeliz cor branca e típete azul.
Para minha surpresa fui "repreendido" por usar a camisa com clérgima, que no entendimento do bispo de então era exclusiva para o uso dos ministros ordenados. Na verdade entendimento de todos os bispos e demais ministros ordenados.
Eu tenho convicção que o bispo agiu na melhor das intenções como um mestre na fé e um pai em Deus, embora focando apenas os "usos e costumes" da Igreja brasileira e de um período histórico apenas.
Num passado remoto a condição de "membro do clero" iniciava-se ainda durante as chamadas ordens menores das quais gostaria de destacar: porteiro, exorcista, leitor e acólito.
Ainda assim, muitas seminários até recentemente exigiam as vestimentas completas de seus estudantes de teologia, como batina e clérgima, como distintivo de sua condição e consagração ao estudo da Teologia e ao sacerdócio.
O que vemos é que a linguagem acadêmica e eclesiástica no uso de vestes e símbolos se inter-comunicam e só podemos compreender sua riqueza e diversidade se as olharmos panoramicamente.
Há muitas vestes acadêmicas que tem origem em vestes eclesiásticas, como as roupas de formatura. E vice-versa, há roupas que tendo origem na academia não tem qualquer ligação com a vida sacramental da Igreja, são chamadas vestes corais.
O fato é que teremos que passar por um período de exposição a tudo que nos remete ao Anglicanismo, para instintivamente fazermos uma triagem daquilo que é útil para edificar a fé cristã em nossa própria época e cultura.
Recentemente uma resolução do Sínodo da Inglaterra desobrigava os clérigos de vestes litúrgicas deixando para que o clérigo e o povo possam decidir caso a caso quando elas seriam realmente necessárias. E, na possibilidade de discordância a questão é remetida ao bispo local para a decisão final.
Na prática isto significa que o clero e o povo irão decidir o melhor uso das vestes litúrgicas para as Celebrações sacramentais ou não, levando-se em conta a diversidade e a cultura local.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DOM SALOMÃO FERRAZ

Um dos mais icônicos religiosos da história do Brasil, também passou pela Paróquia de Todos os Santos - Igreja Anglicana, como atestam os registros de serviços paroquiais no ano de 1932. Sua Excelência Reverendíssima Dom Salomão Barbosa Ferraz, nasceu em 18 de Fevereiro de 1880, em Jau - Brasil, tendo sido pastor presbiteriano e anglicano. Mais tarde fundou a Igreja Católica Livre do Brasil, hoje denominada de Igreja Católica Apostólica Independente. Dom Salomão recebeu a Sagrada Ordenação Presbiteral em 18 de Julho de 1945. Mais tarde, em 15 de Agosto de 1945, recebeu das mãos de Sua Excelência Reverendíssima Dom Carlos Duarte, a Sagrada Ordenação Episcopal.
Durante o Concílio Vaticano II, e ainda no Pontificado de João XXIII, Dom Salomão Ferraz pede incardinação na Igreja Católica Romana, sendo aceito sem nenhum tipo de re-consagração como Bispo Titular de Eleutherna, em 10 de Maio de 1963, fazendo parte nos trabalhos Conciliares. Veio a falecer em 11 de Maio de 1969, como Bispo Catól…

O ANGLICANISMO MORREU

Mensagem do Rev. Leandro Antunes Campos, 23 de julho de 2017 Texto Bíblico: Mateus 13:13:24-30, 36-43
A primeira década do século 21, o primeiro século do terceiro milênio foi marcado pela SECULARIZAÇÃO.
Em termos de comportamento, o mundo ocidental e nele o Brasil tem visto a drástica diminuição da população que se declara religiosa.
Eu, por minha conta e risco, ouso dizer que dentre o número que se declara ANGLICANO muitos: não frequentam regularmente a Santa Eucaristia dominical;não praticam a Oração Diária;não leem a Bíblia;não buscam os sacramentos da Igreja;Nem tão pouco convidam o reverendo para tomar uma simples café em suas residências. Os 207 anos da Presença Anglicana no Brasil são marcados pela busca da construção de uma Identidade onde destaco três características:
Sermos uma Igreja Cristã, i.e., capazes de responder a questão: Somos a Igreja que Jesus sonhou que seríamos ao fundar a Igreja?Conhecer e crer nos Ensinamentos de Jesus e os Apóstolos, i.e., conhecer os Evangelh…

Preparação para Crisma (Confirmação do Batismo)

O Espírito Santo é força que impulsiona a vida da Igreja.

O Sacramento da Crisma é um encontro especial com Jesus, todo cristão precisa de um dom especial do Espírito para que a semente da vida nova, plantada no Batismo, não morra, mas, pelo contrário, se desenvolva, cresça e dê muito fruto, fruto em abundância.


Na certeza do Espírito Santo que age em nós, queremos unir família e igreja na formação cristã dos nossos fiéis e colaboradores.
Compromisso
• A preparação para o Sacramento da Crisma exige dos crismandos a abertura necessária para viver cada encontro com o desejo de conhecer Jesus Cristo, sua palavra e a doutrina da nossa fé. • Participação nos eventos religiosos da Igreja (Missa da Páscoa, Missa de Pentecostes, Missa de Natal, Aniversário da Igreja, Ação de Graças e outros) • Participação dos crismandos na Missa aos domingos
Sentimo-nos honrados em preparar todos os interessados para este sacramento. Entretanto, aqueles que escolherem participar da Crisma, devem assumir os pon…