Pular para o conteúdo principal

Testemunho & Reflexão: Usos e Desusos



+ Rev. Leandro 



O fato que vou descrever aconteceu c. 2004, estava estagiando numa renomada paróquia anglicana de SP.
Naquele dia eu havia participado da Santa Eucaristia na condição de seminarista sob a presidência do bispo diocesano.
Usei as vestimentas completas - calçado cor preta, calça cor preta, camisa com clérgima, batina transversal anglicana cor preta, sobrepeliz cor branca e típete azul.
Para minha surpresa fui "repreendido" por usar a camisa com clérgima, que no entendimento do bispo de então era exclusiva para o uso dos ministros ordenados. Na verdade entendimento de todos os bispos e demais ministros ordenados.
Eu tenho convicção que o bispo agiu na melhor das intenções como um mestre na fé e um pai em Deus, embora focando apenas os "usos e costumes" da Igreja brasileira e de um período histórico apenas.
Num passado remoto a condição de "membro do clero" iniciava-se ainda durante as chamadas ordens menores das quais gostaria de destacar: porteiro, exorcista, leitor e acólito.
Ainda assim, muitas seminários até recentemente exigiam as vestimentas completas de seus estudantes de teologia, como batina e clérgima, como distintivo de sua condição e consagração ao estudo da Teologia e ao sacerdócio.
O que vemos é que a linguagem acadêmica e eclesiástica no uso de vestes e símbolos se inter-comunicam e só podemos compreender sua riqueza e diversidade se as olharmos panoramicamente.
Há muitas vestes acadêmicas que tem origem em vestes eclesiásticas, como as roupas de formatura. E vice-versa, há roupas que tendo origem na academia não tem qualquer ligação com a vida sacramental da Igreja, são chamadas vestes corais.
O fato é que teremos que passar por um período de exposição a tudo que nos remete ao Anglicanismo, para instintivamente fazermos uma triagem daquilo que é útil para edificar a fé cristã em nossa própria época e cultura.
Recentemente uma resolução do Sínodo da Inglaterra desobrigava os clérigos de vestes litúrgicas deixando para que o clérigo e o povo possam decidir caso a caso quando elas seriam realmente necessárias. E, na possibilidade de discordância a questão é remetida ao bispo local para a decisão final.
Na prática isto significa que o clero e o povo irão decidir o melhor uso das vestes litúrgicas para as Celebrações sacramentais ou não, levando-se em conta a diversidade e a cultura local.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DOM SALOMÃO FERRAZ

Um dos mais icônicos religiosos da história do Brasil, também passou pela Paróquia de Todos os Santos - Igreja Anglicana, como atestam os registros de serviços paroquiais no ano de 1932. Sua Excelência Reverendíssima Dom Salomão Barbosa Ferraz, nasceu em 18 de Fevereiro de 1880, em Jau - Brasil, tendo sido pastor presbiteriano e anglicano. Mais tarde fundou a Igreja Católica Livre do Brasil, hoje denominada de Igreja Católica Apostólica Independente. Dom Salomão recebeu a Sagrada Ordenação Presbiteral em 18 de Julho de 1945. Mais tarde, em 15 de Agosto de 1945, recebeu das mãos de Sua Excelência Reverendíssima Dom Carlos Duarte, a Sagrada Ordenação Episcopal.
Durante o Concílio Vaticano II, e ainda no Pontificado de João XXIII, Dom Salomão Ferraz pede incardinação na Igreja Católica Romana, sendo aceito sem nenhum tipo de re-consagração como Bispo Titular de Eleutherna, em 10 de Maio de 1963, fazendo parte nos trabalhos Conciliares. Veio a falecer em 11 de Maio de 1969, como Bispo Catól…

Preparação para Crisma (Confirmação do Batismo)

O Espírito Santo é força que impulsiona a vida da Igreja.

O Sacramento da Crisma é um encontro especial com Jesus, todo cristão precisa de um dom especial do Espírito para que a semente da vida nova, plantada no Batismo, não morra, mas, pelo contrário, se desenvolva, cresça e dê muito fruto, fruto em abundância.


Na certeza do Espírito Santo que age em nós, queremos unir família e igreja na formação cristã dos nossos fiéis e colaboradores.
Compromisso
• A preparação para o Sacramento da Crisma exige dos crismandos a abertura necessária para viver cada encontro com o desejo de conhecer Jesus Cristo, sua palavra e a doutrina da nossa fé. • Participação nos eventos religiosos da Igreja (Missa da Páscoa, Missa de Pentecostes, Missa de Natal, Aniversário da Igreja, Ação de Graças e outros) • Participação dos crismandos na Missa aos domingos
Sentimo-nos honrados em preparar todos os interessados para este sacramento. Entretanto, aqueles que escolherem participar da Crisma, devem assumir os pon…

Os dez mandamentos

1º “Não terás outros deuses diante de mim.” 2º “Não farás para ti imagem esculpida, nem figura alguma do que há em cima no céu, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás diante delas, nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam e uso de misericórdia com milhares dos que me amam e guardam os meus mandamentos.” 3º “Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão; porque o Senhor não terá por inocente aquele que tomar o seu nome em vão.” 4º “Lembra-te do dia do sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás, e farás todo o teu trabalho; “mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus. Nesse dia não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o estrangeiro que está dentro das tuas portas. Porque em seis dias fez o Senhor o céu e a terra, o mar e tudo o que neles há, e ao…