sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Testemunho & Reflexão: A pequenez dos grandes


+ Rev. Leandro 




O que faz um reverendo falar pelas costas dos outros...o que faz um reverendo ameaçar outros... o que faz um reverendo apontar o dedo para os demais e dizer quem é o "cara" e quem não é.
Que doença é essa que acomete alguns clérigos? Tem cura? Alguém sabe o nome? Há tratamento? É contagioso? Tem prevenção?
Há alguns anos participei de um "café dos pastores" patrocinado por um político local - na roda dos pastores a conversa era quem tinha mais igrejas, mais fiéis, quem tinha viajado mais, quem tinha o carro mais caro.
Infelizmente nossas outras experiências não foram melhores que esta. E acabei optando por ser um eremita no clero diocesano. A paróquia é o meu mosteiro. No silêncio... Deus me fala.
Se é verdade que somos um reflexo das 5 pessoas com as quais mais convivemos é preciso se resguardar daquilo que os outros tem a oferecer como modelo de ministério pastoral.
Há 13 anos Deus me vocacionou pastor em Santos e quando ele desejar o contrário tenho certeza que nada o impedirá. Não preciso e não desejo lugar de ninguém, e não adianta ninguém almejar o meu lugar. Deus tem um lugar para cada um.
A pequenez dos grandes só avança quando os pequenos esquecem de sua grandeza. Juntos os pequenos se tornam gigantes, e os que se acham grandes descobrem o que são e sempre foram na realidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.