Pular para o conteúdo principal

Catequese sobre as Vestes Episcopais



+ Rev. Leandro


Embora haja defensores de vestes litúrgicas e defensores de vestes seculares para ministros religiosos, cada vez mais cresce a tendência de respeitar os usos e costumes locais de acordo com a cultura.
Pelas vestes podemos reconhecer as famílias religiosas: franciscanos, beneditinos, dominicanos, etc assim como ministros leigos, bispos, presbíteros e diáconos.
Na liturgia o uso de vestes eclesiásticas tem a função de identificar o presidente e os auxiliares dos demais fiéis batizados.
Haveria então qualquer motivo para usar as vestes fora da Liturgia?
Dom Robinson Cavalcante dizia que usava o clérgima por todos os lugares por onde passava e quando alguém perguntava o seu significado ele dava um sorriso e aproveitava a oportunidade para Evangelizar.
O Exército de Salvação tem seu vestuário próprio que lembra que todos somos Soldados de Cristo e que devemos lutar contra a injustiça e atender com amor os pobres.
A pergunta é se há alguma roupa exclusivamente distinta dos bispos, ou elas são comuns a todos os clérigos ou a todo o povo cristão.
Vejamos:
- A túnica (alva) é a veste batismal, nos recorda o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo;
- A batina preta nos lembra que morremos para as coisas deste mundo, e nascemos para o reino de Deus;
- A sobrepeliz junto com a batina são as roupas dos leigos e clero para os ofícios corais;
- A Estola representa o julgo de Cristo, sendo a diaconal que remete a Eternidade e a sacerdotal o Bom Pastor;
- A Casula (pequena casa) veste eminentemente Eucarística;
- A Capa Pluvial para procissões, solenidades, e instalações;
- A Chamarra e o roquete que tem origem acadêmica e aos poucos foi utilizada pelos bispos nos ofícios corais, mas também é usada pelos regentes e sacristãos;
- A Mitra símbolo do governo do bispo é compartilhada com Abades e Abadessas;
Então, não há uma roupa que seja distintivo de um grau da ordem, porém há distintivos episcopais:
- O Anel episcopal, que simboliza o compromisso com a Igreja;
- O Báculo, cajado pastoral que representa a jurisdição do bispo diocesano;
- A Cruz Peitoral, cada um tome a sua cruz e siga o Cristo;
Mas ainda, o anel, báculo e cruz são símbolos universais. E se de um lado reforçam o ministério do bispo, são também o símbolo do ministério da Igreja como um todo.
Como diz o poeta: O essencial é invisível aos olhos!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DOM SALOMÃO FERRAZ

Um dos mais icônicos religiosos da história do Brasil, também passou pela Paróquia de Todos os Santos - Igreja Anglicana, como atestam os registros de serviços paroquiais no ano de 1932. Sua Excelência Reverendíssima Dom Salomão Barbosa Ferraz, nasceu em 18 de Fevereiro de 1880, em Jau - Brasil, tendo sido pastor presbiteriano e anglicano. Mais tarde fundou a Igreja Católica Livre do Brasil, hoje denominada de Igreja Católica Apostólica Independente. Dom Salomão recebeu a Sagrada Ordenação Presbiteral em 18 de Julho de 1945. Mais tarde, em 15 de Agosto de 1945, recebeu das mãos de Sua Excelência Reverendíssima Dom Carlos Duarte, a Sagrada Ordenação Episcopal.
Durante o Concílio Vaticano II, e ainda no Pontificado de João XXIII, Dom Salomão Ferraz pede incardinação na Igreja Católica Romana, sendo aceito sem nenhum tipo de re-consagração como Bispo Titular de Eleutherna, em 10 de Maio de 1963, fazendo parte nos trabalhos Conciliares. Veio a falecer em 11 de Maio de 1969, como Bispo Catól…

Preparação para Crisma (Confirmação do Batismo)

O Espírito Santo é força que impulsiona a vida da Igreja.

O Sacramento da Crisma é um encontro especial com Jesus, todo cristão precisa de um dom especial do Espírito para que a semente da vida nova, plantada no Batismo, não morra, mas, pelo contrário, se desenvolva, cresça e dê muito fruto, fruto em abundância.


Na certeza do Espírito Santo que age em nós, queremos unir família e igreja na formação cristã dos nossos fiéis e colaboradores.
Compromisso
• A preparação para o Sacramento da Crisma exige dos crismandos a abertura necessária para viver cada encontro com o desejo de conhecer Jesus Cristo, sua palavra e a doutrina da nossa fé. • Participação nos eventos religiosos da Igreja (Missa da Páscoa, Missa de Pentecostes, Missa de Natal, Aniversário da Igreja, Ação de Graças e outros) • Participação dos crismandos na Missa aos domingos
Sentimo-nos honrados em preparar todos os interessados para este sacramento. Entretanto, aqueles que escolherem participar da Crisma, devem assumir os pon…

Os dez mandamentos

1º “Não terás outros deuses diante de mim.” 2º “Não farás para ti imagem esculpida, nem figura alguma do que há em cima no céu, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás diante delas, nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam e uso de misericórdia com milhares dos que me amam e guardam os meus mandamentos.” 3º “Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão; porque o Senhor não terá por inocente aquele que tomar o seu nome em vão.” 4º “Lembra-te do dia do sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás, e farás todo o teu trabalho; “mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus. Nesse dia não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o estrangeiro que está dentro das tuas portas. Porque em seis dias fez o Senhor o céu e a terra, o mar e tudo o que neles há, e ao…