quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Mensagem do Monsenhor Leandro: solenidade de Todos os Santos


Solenidade de Todos os Santos
por Monsenhor Leandro
A coisa mais importante para compreender a família da Igreja e como ser membro dela é descobrir como Deus se oferece a nós por meio de sua Igreja. A Igreja busca sua força e nutre os seus membros por meio de três fontes: a Bíblia, a Oração e os Sacramentos.
Os cristãos oram ao Pai, como Jesus os ensinou, mas desde os primeiros tempos, essas orações são feitas "em nome de Jesus Cristo, nosso Senhor". Não se trata apenas de uma finalização repetitiva para uma prece pública, mas uma expressão de crença de que ser cristão também significa ser, em certo sentido, parte de Cristo.
O que leva alguém para o céu e o que leva alguém para o inferno? Olhemos para os santos e vejamos que caminhos percorreram, como se comportaram, o que diziam e o que pensavam. A Igreja examina sua vidas e verifica se viveram de forma heroica as virtudes cristãs. Homens e mulheres de coragem que deram suas vidas e muitas vezes seu sangue, por sua fé, por acreditarem no Evangelho e em Jesus Cristo.
"Do Senhor é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam./ Porque ele a fundou sobre os mares, e a firmou sobre os rios./ Quem subirá ao monte do Senhor, ou quem estará no seu lugar santo?/ Aquele que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma à vaidade, nem jura enganosamente./ Este receberá a bênção do Senhor e a justiça do Deus da sua salvação." (Salmo 24)
A festa ou solenidade do dia de Todos-os-Santos é celebrada em honra de todos os santos e mártires, conhecidos ou não. Esta festa é celebrada pelos crentes de muitas das igrejas da religião cristã.
Na Igreja Anglicana é celebrada principalmente para lembrar que todas as pessoas batizadas são santas e também aquelas pessoas que faleceram no ano que passou, pelo que o significado da celebração também é quase idêntico ao de outras igrejas cristãs.
Coleta do Dia de Todos os Santos, 1º de novembro
"Ó Deus Onipotente, que no corpo místico de teu Filho, nosso Senhor, vinculaste todos os teus escolhidos em uma só comunhão e irmandade; concede-nos graça para de tal modo imitarmos, em vida e virtude, teus bem-aventurados Santos, que cheguemos a desfrutar das alegrias inexprimíveis reservadas àqueles que te amam sinceramente; mediante Jesus Cristo, nosso Senhor, que vive e reina contigo e com o Espírito Santo, um só Deus, agora e sempre. Amém.


Fontes bibliográficas:
BAYCROFT. John. O Jeito de Ser Anglicano, Ed. Diocese Sul-Ocidental, Santa Maria:RS, 2003.
DA SILVA, Cônego Celso Pedro. A Bíblia Dia-a-Dia. Ed. Paulinas, Vila Mariana: SP, 2019.
GUITE, Malcom. Em que Acreditam os Cristãos? Ed. Civilização Brasileira, Rio de Janeiro:RJ, 2010.
LIVRO DE ORAÇÃO COMUM. Igreja Episcopal Anglicana do Brasil. Porto Alegre: RS, 1988.
Links:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_de_Todos-os-Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

New religious communities in Brazil