SEMANA DE ORAÇÃO PELA UNIDADE DOS CRISTÃOS



Por Rev.º Leandro Antunes Campos
A tua destra, Senhor, esplendorosa de poder
(Ex 15,6)
Em Graymoor, Nova York, USA, em 1908, o Rev. Paul James Wattson – fundador dos Frades Franciscanos da Reconciliação – e Rev. Spencer Jones, ambos da Igreja Episcopal Anglicana, propõem a Oitava de Oração pela Unidade dos Cristãos. A data para a celebração de 18 a 25 de janeiro entre as festas da cátedra de Pedro e a conversão de São Paulo. Até hoje, no hemisfério Norte, a Semana de Oração acontece neste período, enquanto que no hemisfério Sul ela acontece entre as festas da Ascensão do Senhor e Pentecostes.
A partir de 1968, a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos é preparada conjuntamente pelo Pontifício Conselho para a Unidade dos Cristãos e pelo Conselho Mundial de Igrejas, representado por sua comissão de Fé e Constituição. A data pode variar: na Europa, este ano, a Semana se faz de 14 a 21 de janeiro. No Brasil, preferimos o período que fica entre Ascensão e Pentecostes, este ano, de 13 de maio a 20 de maio.
A cada ano, um país prepara a Semana de Oração pela Unidade, escolhendo o tema e elaborando indicações gerais de textos, orações, reflexões. Aqui no Brasil, o texto é recebido pelo CONIC (Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil) e adaptado ao nosso jeito de celebrar.
As Igrejas do Caribe foram escolhidas para montar o material para a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos de 2018. Sob a liderança de Sua Graça Kenneth Richards, arcebispo católico de Kingston e bispo responsável pelo ecumenismo na Conferência Episcopal das Antilhas (AEC), junto com o Sr. Gerald Granado, Secretário Geral da Conferência Caribenha de Igrejas (CCC), uma equipe ecumênica de mulheres e homens foi convidada a organizar o material.
Oração
Senhor,
humildemente pedimos que, por tua graça,
as Igrejas do mundo inteiro
possam se tornar instrumentos da tua paz.
Através de sua ação conjunta como representantes
e agentes da tua cura, na reconciliação do amor
entre povos divididos,
possa teu nome ser santificado e glorificado.
Amém.
A mão direita de Deus
está semeando em nossa terra,
plantando sementes de liberdade, esperança e amor;
Nessas terras de tantos povos,
que todos os seus filhos juntem as mãos
e sejam UM com a mão direita de Deus.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DOM SALOMÃO FERRAZ

Eleição fraudulenta para bispo de São Paulo foi motivo de conflito interno na Igreja 

A CRUZ DE PREGOS REVELADA: