Pular para o conteúdo principal

o que esperar de uma igreja anglicana?


Pense nesta página como seu “Guia de Primeira Viagem a uma Igreja Anglicana”. Muito importante, lembre-se disso: você será bem-vindo(a). Nós damos a você as especiais boas vindas para que venha participar de nossos cultos e oferecemos este documento como uma breve introdução à Igreja Anglicana e seu jeito de ser.

católica ou evangélica?

No Anglicanismo, há aquelas igrejas que são chamadas de anglo-católicas, por se darem mais ênfase aos sacramentos e ao modo de pensar do cristianismo medieval inglês. Outras, chamadas evangélicas, dão mais valor aos princípios da reforma inglesa, no século XVI, como a pregação da palavra. A maioria das igrejas anglicanas fica no meio termo entre essas duas correntes. Este guia visa a mostrar o que pode-se encontrar em uma igreja anglicana genérica, independente da corrente litúrgica ou teológica que venha a seguir.

o lugar de adoração

Ao entrar, você vai perceber uma atmosfera de adoração e reverência. As Igrejas anglicanas são construídas em vários estilos arquitetônicos; mas mesmo que a igreja seja grande ou pequena, elaborada ou simples, seu olho será levado ao altar e à cruz. Assim, nossos pensamentos são levados a Cristo: ao Deus cuja casa a igreja é.
Sobre, ou perto do altar, há velas para lembrar-nos que Cristo é a “Luz do mundo” (São João 3:16). Geralmente, há flores, para embelezar a casa de Deus e lembrar-nos da ressurreição de Jesus. De um lado, na frente da igreja, pode haver um púlpito para a proclamação da Palavra; dali, as Escrituras são lidas e o sermão é pregado. Em muitas igrejas, entretanto, o atril é separado do púlpito e fica do lado oposto da igreja.

o ato de adoração

Os cultos anglicanos são participativos. Nos bancos, você provavelmente encontrará o Livro de Oração Comum, embora alguns países usem livros suplementares. Isto permite que a congregação participe ativamente em cada serviço. No Livro de Oração Comum, as letras maiores são proferidas no culto. As letras menores dão orientações aos celebrantes e às pessoas sobre como conduzir o serviço.
Você deve se perguntar sobre quando levantar e se ajoelhar. Tais práticas variam – até mesmo entre indivíduos. A regra geral é levantar-se ao cantar – hinos (encontrados no hinário nos bancos) e outras músicas (muitas delas das Santas Escrituras) chamadas cânticos ou cantos, e impressas como parte do ofício. Nós também nos levantamos para dar nosso testemunho de fé, no Credo Niceno ou Apostólico; e para a leitura do Evangelho na Santa Eucaristia. Salmos são cantados ou ditos de pé ou sentados. Durante as leituras do Velho Testamento, ou das Epístolas do Novo Testamento, ou durante o sermão e hinos do coral, nos sentamos. Durante a oração podemos ficar de pé ou ajoelhados. Levantamo-nos em oração para mostrar nossa gratidão a Deus por nos aceitar como Seus filhos e filhas, ou ajoelhamo-nos como um ato de humildade na presença de Deus.

os serviços regulares

O principal culto é a Santa Eucaristia (Santa Comunhão ou Santa Missa). Em algumas igrejas anglicanas, é celebrada de forma muito simples, sem música, domingo cedo pela manhã. Celebrações da eucaristia durante a semana também são geralmente sem música, e sem sermão. Quando celebrada numa hora mais avançada nos domingos pela manhã, ou em outros dias de vulto como o Natal, música e um sermão são padrão.
Outro serviço é a Oração Matutina. Seu equivalente vespertino é a Oração Vespertina. Esses ofícios consistem de salmos, leituras bíblicas e orações; e podem incluir um sermão. Podem ser com ou sem música.
Enquanto algumas partes dos serviços são sempre iguais, outras mudam. Na Santa Eucaristia, por exemplo, dois ou três trechos da Bíblia são lidos. Eles mudam a cada Domingo, assim como os salmos. Algumas das orações também mudam, de modo a permitir variedade. Os números das páginas do livro para as leituras são normalmente anunciados ou dados no panfleto do culto. Mas não fique com vergonha de pedir ao(à) irmão(ã) do lado pelo número da página.
Você achará os serviços anglicanos bonitos em sua dignidade ordeira, centrada em Deus, e ainda assim lembrando da natureza e necessidades dos seres humanos.

antes e depois

O costume ao entrar em uma igreja é ajoelhar-se em um banco para uma oração de preparação pessoal para o louvor. Em muitas igrejas, também é costume curvar-se ao altar na entrada e na saída, como ato de reverência a Cristo.
A maioria dos anglicanos não conversa na igreja antes de um culto, usando tal tempo para meditação pessoal e devoções. No final de cada ofício, algumas pessoas se ajoelham para uma oração pessoal antes de sair. Outras, às vezes, permanecem sentadas para ouvir o poslúdio.

vindo e crescendo conosco

Se houver introdutores, eles saudarão você, e poderão levá-lo(a) a um banco. Se você desejar, eles irão responder às suas perguntas sobre o culto. Os bancos geralmente não são reservados nas igrejas anglicanas. No final do ofício, o celebrante saúda as pessoas à medida que passam pela porta de saída.

o que o clero veste?

Para dar mais beleza e festividade aos serviços, e para dignificar os ministérios especiais, o clero e outros ministros normalmente usam vestimentas. As vestes de coro geralmente consistem de uma batina (geralmente preta) e uma túnica branca e larga chamada sobrepeliz. O clero também pode usar batina e sobrepeliz, com um cachecol chamado tippet por cima e um capuz acadêmico.
Roupa de coro
Outra veste familiar é a alva, uma túnica branca com mangas que cobre o corpo do pescoço aos tornozelos. Sobre ela (ou sobre a sobrepeliz), ministros ordenados usam uma estola, uma tira colorida. Diáconos usam a estola sobre um dos ombros, sacerdotes e bispos sobre ambos os ombros.
Estola de sacerdote Estola de diácono
Na Santa Eucaristia, um bispo ou sacerdote normalmente usa uma casula (capa circular que cobre o corpo) sobre a alva e a estola. A veste correspondente do diácono tem mangas e é chamada dalmática. Bispos normalmente vestem um chapéu especial chamado mitra.
Casula
Estolas, casulas e dalmáticas, bem como as alfaias de altar, são geralmente feitos de tecidos decorados. Sua cor muda com as estações e dias santos do Ano Cristão. As cores mais frequentes são branco, vermelho, violeta e verde.

o ano cristão

A Igreja Anglicana segue o calendário tradicional cristão. A estação do Advento, durante a qual nos preparamos para o Natal e para a Segunda Vinda de Cristo, começa no domingo mais próximo a 30 de novembro. O Natal dura doze dias, depois dos quais celebramos a festa da Epifania (6 de janeiro).
A Quaresma, quarenta dias de preparação para a Páscoa, começa na Quarta-Feira de Cinzas. A estação da Páscoa dura cinquenta dias, terminando na festa de Pentecostes.
Durante esses períodos de tempo, as leituras bíblicas são escolhidas de acordo com cada estação. Durante o restante do ano – o tempo depois da Epifania e o longo tempo depois de Pentecostes (à exceção de alguns domingos especiais) – o Novo Testamento é lido sequencialmente de domingo a domingo. As lições do Velho Testamento correspondem em tema com uma das leituras do Novo Testamento.

você não ficará envergonhado(a)

Ao visitar uma igreja anglicana, você será respeitado(a) como nosso(a) convidado(a). Você não será apontado(a) de uma forma embaraçosa, nem requisitado(a) a ir à frente da congregação. Você adorará a Deus conosco.
Caso você queira saber mais sobre a Igreja Anglicana ou como se tornar anglicano, o(a) sacerdote irá prontamente responder às suas questões e sugerir os passos para se tornar membro.
-
Texto adaptado do artigo "What to expect at an Anglican Church", de Anglicans Online.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mensagem de Natal do Arcebispo Justin Welby

22 de dezembro de 2016 Saudações em Nome de Jesus, a Palavra feita carne, o Emanuel, que veio para habitar entre nós, pela acção de Deus e pela obediência da sua Bem-aventurada Mãe, a portadora de Deus. Em Novembro, visitei o Paquistão para expressar a minha solidariedade com as comunidades Cristãs espalhadas por esse país, que tanto têm sofrido nos últimos anos. Recordamos o massacre de inocentes que cultuavam a Deus no Domingo de Páscoa em 2016 na cidade de Lahore, e antes disso, os ataques em Peshawar no Natal de 2013 e muitos outros incidentes. Esses ataques estavam pensados não apenas para infligir um forte sofrimento, mas também para semear o medo no coração dos Cristãos e de outras comunidades minoritárias. Durante a minha visita falei com alguns dos sobreviventes desses ataques, e senti-me muito comovido e humilde diante da sua extraordinária coragem ao continuarem a ser fieis em testemunhar a sua fé em Jesus. Diziam que agora sabiam mais do que nunca que Jesus é o Bom Pastor…

Casamento do Pelé e Márcia

Sábado 9 de julho é especial para o Rei Pelé. O “Rei do Futebol” vai se casar com a empresária Marcia Cibele Aoki, em celebração ministrada pelo Reverendo Leandro Campos, da Igreja Anglicana de Santos, que será reservada e restrita aos familiares. Aos 75 anos, Pelé sobe no altar pela terceira vez e disse que finalmente encontrou o seu “amor definitivo”. O casal está junto desde 2010. Pelé e Marcia se conheceram na década de 1980, durante uma festa em Nova York, nos Estados Unidos. Eles começaram a namorar somente em 2010, após reencontro inusitado dentro de um elevador do prédio onde moravam na Alameda Jaú, em São Paulo. Em 2012, Pelé apresentou Marcia como sua “namorada oficial” no Golden Foot, que aconteceu em Mônaco. Desde então, ele a leva a todas festas e eventos para os quais é convidado, assim como em seus compromissos pelo mundo.