Os sonhos e o planeta em que habitamos




Qual é a relação? Nós somos uma parte ínfima do sistema universal das galáxias, planetas e estrelas, segundo o que nos ensina a astronomia.

Acho difícil imaginar que Deus destinou este nosso pequeno planeta para ser o único cenário do drama da queda e da redenção.

Outros planetas devem ter tido estórias, semelhantes ou diferentes, em relação aos seus habitantes.

O que aconteceu aqui foi que o drama aconteceu de acordo com o imaginário e os sonhos nossos. Nossa estória como humanos, como habitantes de um planeta, portanto, não é única. Há outras estórias que não sabemos se um dia iremos conhecer.

À luz de nossa "história de salvação" surgiram sonhos resultantes de nosso imaginário, que tem sido condicionado pelos padrões culturais de cada época. Dai se construíram a hermenêutica, a doutrina, os dogmas e tudo mais. É por causa disso que somos céticos em relação ao que é e aos que se dizem "ortodoxos". Toda a ortodoxia está em função dos padrões culturais e dos interesses políticos de cada época.

Portanto, não existe realmente uma ortodoxia, pois as doutrinas são sempre revisadas em função das épocas em que os homens viveram.

O debate para saber quem é ortodoxo e quem é revisionista é um debate tolo. Pois todos somos ortodoxos e revisionistas, dependendo da perspectiva em que nos colocamos.

Há muitas coisas que ainda estão para serem reveladas. Tudo num tempo certo, a que se referia o autor de Eclesiastes.

+ Glauco Soares de Lima
Bispo Emérito da Diocese Anglicana de São Paulo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DOM SALOMÃO FERRAZ

Eleição fraudulenta para bispo de São Paulo foi motivo de conflito interno na Igreja 

A CRUZ DE PREGOS REVELADA: