Pular para o conteúdo principal

Relatório Episcopal para o 44º Concílio da Diocese Anglicana de São Paulo.



Caros irmãos e Irmãs em Cristo,

Que a graça e a paz de Deus, o nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo estejam contigo.

Neste momento quando estou completando o meu segundo ano de episcopado só posso dar graças a Deus pelo apoio e força que Ele me deu nestes dois anos. Por um lado, parece que estou ainda só iniciando esta caminhada. Por outro lado, parece que uma eternidade já passou desde a minha sagração. Mas o que é mais importante para mim (e para vocês) é que ainda sinto que fui chamado por Deus para exercer este ministério.

Já visitei todas as paróquias e missões pelo menos uma vez no meu episcopado e pretendo continuar visitando-as a cada ano. Estou muito grato e tocado pelo caloroso acolhimento que recebi em cada visita. Estou também grato por conseguir conciliar meu episcopado com meu ministério junto à congregação de língua Inglesa na Catedral. Com certeza o Pastor dos Pastores precisa exercer sua função ministerial junto ao povo para responder ao chamado de Deus, colaborar na edificação do Seu Reino e manter seu equilíbrio espiritual. Sem dúvida meu trabalho seria muito mais árduo se não fosse o apoio e aconselhamento dos meus colegas clérigos.

Um ponto alto neste ínterim conciliar foi a atuação do Conselho Diocesano que trabalhou muito com sinceridade e desempenho. Este trabalho não se limitou às reuniões formais, mas se estendeu a consultas telefônicas ou via e-mail. Embora as decisões tomadas nem sempre fossem unânimes, sempre teve um espírito de colegialidade e respeito mútuo. Preciso registrar meu apreço pela atuação dos membros do Conselho Diocesano.

Um dos assuntos que demandou muita atenção e oração foi a Casa Dia que é nosso abrigo em Araçatuba para ajudar adolescentes que sofrem de dependência química. Embora este louvável projeto receba apoio financeiro do governo, o subsídio não foi reajustado para compensar o aumento de custos operacionais com o resultado que se tornou cada vez mais deficitário. O segundo problema, que é um problema crônico na IEAB; o projeto foi colocado sob a responsabilidade do reverendo mais próximo que não necessariamente tinha o conhecimento administrativo e técnico para gerenciar um projeto desta complexidade. A prefeitura prometeu rever o subsídio no ano que vem e contratamos um administrador para gerenciar o projeto. Este assunto será abordado mais detalhadamente depois de almoço. Porém é preciso ressaltar que este projeto somente consegue sobreviver até o momento graças aos esforços de algumas igrejas e pessoas da nossa diocese, e, sobretudo, das paróquias de nossa diocese companheira, Pensilvânia Central, para levantar fundos (US$ 34 mil) para auxiliar a Casa Dia.

Como mencionei no meu relatório do ano passado, uma das minhas metas era divulgar o jeito de ser Anglicano dentro das nossas comunidades. A Comissão de Ministério continua despenhando sua função de treinar pessoas para o ministério através das aulas mensais de IAET (Instituto Anglicano de Estudos Teológicos) e a Jornada Teológica. Varias paróquias já promoveram o Curso VIA (Vivendo a Identidade Anglicana) nas suas comunidades. Parabéns à São João que iniciará o terceiro ciclo neste semestre. Acabei de receber o novo DVD do Curso Alpha totalmente dublado em Português e pretendo iniciar um curso de treinamento para os ministros e lideranças leigas neste semestre.

Como prometi no último concílio, o plano de contas foi totalmente reestruturado para demonstrar as receitas e despesas diocesanas de uma forma clara e transparente. O resultado deste trabalho está refletido nos relatórios financeiros que vocês receberam.

No interregno conciliar fiz vinte e três visitas episcopais oficiais quando confirmei 236 pessoas (218 na Catedral) e recebi 128 novos membros (106 na Catedral). Tive o prazer de fazer a ordenação presbiteral do Rev. Rogério de Assis na paróquia de São Lucas na Vila Maria no dia 18 de outubro de 2008 e a ordenação diaconal da Carmen Kawano no dia 28 de fevereiro de 2009 na Paróquia de São João. Também participei da reunião da Câmara dos Bispos em abril que resultou no adiamento do Sínodo para 2010. Representei a Igreja Anglicana em diversos atos ecumênicos.

Infelizmente este período não foi somente feito de alegrias, mas tivemos algumas perdas que deixaram muitas saudades. Estou me referindo à perda de nosso professor, mestre e reverendo Jaci Maraschin, do Isaque Kimpara que participou ativamente na vida desta diocese, do Inácio Augusto Morais, que cuidava com muito amor do nosso site, e do Sr. José da Souza, um dos fundadores da Paróquia de São Lucas. Porém, confiantes da promessa de nosso Senhor Jesus Cristo, sabemos que eles estão descansando felizes de seus trabalhos porque, uma vez provados, receberão a coroa da vida, que o Senhor prometeu àqueles que o amam. (Tiago 1,12ss)

Por último preciso comunicar que a Paróquia dos Santos Mártires, localizada no Sul de Minas passará a pertencer à DARJ. O motivo para isso é que canonicamente a DARJ abrange os Estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais enquanto a DASP somente o Estado de São Paulo. Sinto-me qual pai dando sua filha em casamento sabendo que o relacionamento mudará, mas que a amizade e respeito continuarão para sempre. Que nosso Deus continue guiando o Rev. Ismael e seu rebanho nos seus caminhos.

Que nosso Deus continue guiando a DASP, a IEAB e a Comunhão Anglicana sempre nos seus caminhos. Amém.

Roger Bird
Vosso Bispo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

o que esperar de uma igreja anglicana?

Pense nesta página como seu “Guia de Primeira Viagem a uma Igreja Anglicana”. Muito importante, lembre-se disso: você será bem-vindo(a). Nós damos a você as especiais boas vindas para que venha participar de nossos cultos e oferecemos este documento como uma breve introdução à Igreja Anglicana e seu jeito de ser. católica ou evangélica? No Anglicanismo, há aquelas igrejas que são chamadas de anglo-católicas, por se darem mais ênfase aos sacramentos e ao modo de pensar do cristianismo medieval inglês. Outras, chamadas evangélicas, dão mais valor aos princípios da reforma inglesa, no século XVI, como a pregação da palavra. A maioria das igrejas anglicanas fica no meio termo entre essas duas correntes. Este guia visa a mostrar o que pode-se encontrar em uma igreja anglicana genérica, independente da corrente litúrgica ou teológica que venha a seguir. o lugar de adoração Ao entrar, você vai perceber uma atmosfera de adoração e reverência. As Igrejas anglicanas são construídas em vários est…

Mensagem de Natal do Arcebispo Justin Welby

22 de dezembro de 2016 Saudações em Nome de Jesus, a Palavra feita carne, o Emanuel, que veio para habitar entre nós, pela acção de Deus e pela obediência da sua Bem-aventurada Mãe, a portadora de Deus. Em Novembro, visitei o Paquistão para expressar a minha solidariedade com as comunidades Cristãs espalhadas por esse país, que tanto têm sofrido nos últimos anos. Recordamos o massacre de inocentes que cultuavam a Deus no Domingo de Páscoa em 2016 na cidade de Lahore, e antes disso, os ataques em Peshawar no Natal de 2013 e muitos outros incidentes. Esses ataques estavam pensados não apenas para infligir um forte sofrimento, mas também para semear o medo no coração dos Cristãos e de outras comunidades minoritárias. Durante a minha visita falei com alguns dos sobreviventes desses ataques, e senti-me muito comovido e humilde diante da sua extraordinária coragem ao continuarem a ser fieis em testemunhar a sua fé em Jesus. Diziam que agora sabiam mais do que nunca que Jesus é o Bom Pastor…

Casamento do Pelé e Márcia

Sábado 9 de julho é especial para o Rei Pelé. O “Rei do Futebol” vai se casar com a empresária Marcia Cibele Aoki, em celebração ministrada pelo Reverendo Leandro Campos, da Igreja Anglicana de Santos, que será reservada e restrita aos familiares. Aos 75 anos, Pelé sobe no altar pela terceira vez e disse que finalmente encontrou o seu “amor definitivo”. O casal está junto desde 2010. Pelé e Marcia se conheceram na década de 1980, durante uma festa em Nova York, nos Estados Unidos. Eles começaram a namorar somente em 2010, após reencontro inusitado dentro de um elevador do prédio onde moravam na Alameda Jaú, em São Paulo. Em 2012, Pelé apresentou Marcia como sua “namorada oficial” no Golden Foot, que aconteceu em Mônaco. Desde então, ele a leva a todas festas e eventos para os quais é convidado, assim como em seus compromissos pelo mundo.