Pular para o conteúdo principal

Postagens

O perdão atrevido e criativo

“Senhor, quantas vezes devo perdoar…?” (Mt 18,21) A reflexão bíblica é elaborada por Adroaldo Palaoro, padre jesuíta, comentando o evangelho do 24° Domingo do Tempo Comum Ciclo A (08/09/2017) que corresponde a Mateus 18, 20-35. Pouca gente, mesmo entre cristãos, compreende o sentido profundo do perdão. A maioria pensa que é forma de anistia do sentimento, esquecimento, ato interno capaz de compreender o ofensor e desculpá-lo no fundo do coração misericordioso; para uns o perdão significa passar por cima de um erro ou violência; para outros, o perdão é próprio das pessoas frágeis… De fato, o perdão não se encaixa confortavelmente dentro dos padrões naturais do comportamento humano. Ele não nasce espontâneo dentro do coração do ser humano. A capacidade de perdoar a si mesmo ou aos outros é a marca registrada de uma personalidade madura. Representa considerável avanço em relação ao mais primitivo desejo de vingança, retaliação e revide. O perdão ataca, com todo vigor, aquilo que parece …

.

.

NOTÍCIAS DA CATEDRAL ANGLICANA DE SÃO PAULO

Postagens recentes

Boletim Paroquial - 05 de setembro de 2017

Dia 14 de setembro: Exaltação da Santa Cruz.
Símbolo revelador da vitória de Jesus sobre o pecado, a morte e o demônio; também na Cruz encontramos o maior sinal do amor de Deus Nos reunimos com todos os santos, neste dia, para exaltar a Santa Cruz, que é fonte de santidade e símbolo revelador da vitória de Jesus sobre o pecado, a morte e o demônio; também na Cruz encontramos o maior sinal do amor de Deus, por isso : “Nós, porém, pregamos um Messias crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os pagãos ” (I Cor 1,23).
Esta festividade está ligada à dedicação de duas importantes basílicas construídas em Jerusalém por ordem de Constantino, filho de Santa Helena. Uma, construída sobre o Monte do Gólgota e outra, no lugar em que Cristo Jesus foi sepultado e ressuscitado pelo poder de Deus. A dedicação destas duas basílicas remonta ao ano 335, quando a Santa Cruz foi exaltada ou apresentada aos fiéis. Encontrada por Santa Helena, foi roubada pelos persas e resgatada pelo imperador Herá…

DEUS NÃO AMA A TODOS

Mensagem do Rev. Leandro Antunes Campos em 06/08/2017
Festa da Transfiguração de Jesus Cristo A afirmação de que "Deus não ama a Todos" parece contradizer toda a lógica e as Sagradas Escrituras a primeira vista, mas sua intenção é suscitar uma reflexão franca e mais profunda da fé. O senso comum nos diz que cada pessoa é capaz de fazer um "Mix Religioso" pegando de cada tradição religiosa aquilo que mais lhe apraz e descartando "o resto", como se isso fosse possível. Os sociólogos da religião demonstram "o trânsito religioso" e ultimamente a dupla, tripla ou poli - filiação religiosa. Há uma relativização dos ensinamentos cristãos co-existindo com ensinamentos e filosofias de outras correntes de pensamento, mesmo aquelas que são incompatíveis com o cristianismo. Em João 3:16 está escrito: "Que Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho único para que todo que nele crê não pereça mas tenha a vida eterna." O mundo a que se refere…

Somos todos inúteis

Mensagem do Rev. Leandro Antunes Campos, 30 de julho de 2017 Texto Bíblico: Mateus 13:44-52 Vemos em nossos dias uma "ausência de valores e princípios" na sociedade e no mundo. Fazer o bem parece uma "exceção" quando deveria ser a regra. Certo dia vi um polêmica nas redes sociais quando uma pessoa expressou sua gratidão após perder sua carteira e tê-la devolvida com dinheiro e cartões. Um seguidor postou que a pessoa que encontrou a carteira não fez mais "do que sua obrigação". De fato Jesus nos alerta que os discípulos (servos) devem fazer tudo que é ordenado sem esperar recompensas, uma vez que esta é sua missão. Em Lucas 17, 10 está escrito: "Quando fizerdes tudo que vos foi ordenado dizei: somos servos inúteis, fizemos somente o que devíamos fazer". Em 2017 celebramos os 500 anos da Reforma Protestante, e poucos de nós, tem a consciência de como essa reforma impactou a fé cristã, os costumes e práticas, e principalmente os rumos da história…

O ANGLICANISMO MORREU

Mensagem do Rev. Leandro Antunes Campos, 23 de julho de 2017 Texto Bíblico: Mateus 13:13:24-30, 36-43
A primeira década do século 21, o primeiro século do terceiro milênio foi marcado pela SECULARIZAÇÃO.
Em termos de comportamento, o mundo ocidental e nele o Brasil tem visto a drástica diminuição da população que se declara religiosa.
Eu, por minha conta e risco, ouso dizer que dentre o número que se declara ANGLICANO muitos: não frequentam regularmente a Santa Eucaristia dominical;não praticam a Oração Diária;não leem a Bíblia;não buscam os sacramentos da Igreja;Nem tão pouco convidam o reverendo para tomar uma simples café em suas residências. Os 207 anos da Presença Anglicana no Brasil são marcados pela busca da construção de uma Identidade onde destaco três características:
Sermos uma Igreja Cristã, i.e., capazes de responder a questão: Somos a Igreja que Jesus sonhou que seríamos ao fundar a Igreja?Conhecer e crer nos Ensinamentos de Jesus e os Apóstolos, i.e., conhecer os Evangelhos…

Boletim Paroquial 20 de julho de 2017

A adoração na igreja viva
Por Rubem Amorese

Em seu livro A Igreja Autêntica (Ultimato/ABU), John Stott diz sonhar com uma igreja viva: uma igreja bíblica, adoradora, acolhedora, que serve e que espera pelo Senhor. Curiosamente, associa vida a autenticidade, como se fossem gêmeas. De fato, a igreja viva é também autêntica, e vice-versa. Sem hierarquizar esses "sinais de vida", Stott dedica atenção a cada um desses sinais, separadamente.

Incentivado por ele, gostaria de refletir sobre aspectos da adoração nessa igreja viva. E já inicio concordando com ele sobre o caráter bíblico da verdadeira adoração, lembrando que não são poucas, nos evangelhos e nas cartas, as recomendações sobre a ordem no culto, o falar de si para si mesmo, as orações vazias e repetitivas, e tantas outras máculas à autenticidade das celebrações.

Buscamos, então, em todas essas recomendações, algumas lições que podem nos ajudar a melhor conduzir a adoração na igreja.
A razão da adoração

A ad…

Renovação de Provisão Canônica

• Renovação da Jurisdição Local da Presença Anglicana em Franca
Fica renovado o Ponto Missionário Anglicano em Franca.


• Renovação de Provisão Canônica
Foi renovada nesta data a Provisão Canônica do Ministro Pastoral Tiago Bezerra Bastos.

Santos, 14 de julho de 2017
Reverendo Leandro Antunes Campos Reitor da Igreja Anglicana de Todos os Santos